terça-feira, 14 de julho de 2015

PARABÉNS, David!

Querido Filho,
Faz hoje 1 ano estavas ainda (fisicamente) dentro de mim. Estavas a fazer a tua viagem rumo a uma vida diferente, uma vida cá fora, repleta de novos desafios. Foste dando os teus sinais, devagar, “mergulhando” suavemente no desconhecido.

Faz hoje 1 ano que renasci e me tornei Mãe. A aventura que começou dentro do meu corpo passou a uma nova etapa.
Não há palavras que me permitam expressar a enorme bênção que é ser Tua Mãe. Contigo renasci, contigo aprendo, contigo me reencontro, contigo me reinvento em cada momento. Contigo cresço. Contigo sou Mais e Melhor.
PARABÉNS a mim, por me permitir esta aventura e por toda a transformação e crescimento que em mim ocorreram e continuam a acontecer.

É inexplicavelmente maravilhoso o teu olhar, o teu sorriso, o teu toque. A tua simples e mágica presença.
Por tudo isto e ainda mais, quero dizer-te OBRIGADA, meu Filho! Sinto-me honrada. É um imenso privilégio ser Tua mãe.
E poderia continuar até ao infinito a (tentar) descrever a maravilha que És e a bênção que é estares aqui. O Amor deve mesmo ser infinito, pois o meu Amor por ti está sempre a crescer.

PARABÉNS, David! Que hoje renasças e que o Amor que És te brinde em renovação e te envolva de Paz e Alegria.


Agradeço também a todas as pessoas que nos têm apoiado nesta caminhada. A Todos os que fazem parte das nossas vidas e que partilham esta imensa alegria.
Grata em especial a ti, papá Ricardo, pelo apoio, pelo trabalho, pela transformação que também em ti ocorreu e continua a acontecer. Grata por seres o meu companheiro de vida e por Tudo e mais alguma coisa…!
Grata à minha doula Marta Santos Lima pelo apoio, pelo carinho, pela empatia, pela força…por me ajudares a lembrar quem sou, a lembrar a minha força, o meu real ser.
Grata a toda a minha família e aos amigos pela partilha da alegria e pelo carinho que nos dão. A nossa vida é mais rica por que vocês fazem parte dela. Um obrigado especial aos Avós que nos têm dado um apoio fabuloso. É extraordinário observar a relação especial que têm estabelecido com o David, a qual considero ser muito importante para ele.
Grata pelas pessoas maravilhosas que têm entrado na minha vida desde então e pelas pessoas fantásticas do passado que reencontrei.
GRATA!

<3


quinta-feira, 9 de abril de 2015

Aceitação

Aceitação é algo que tenho vindo a cultivar em mim. Em conjunto com a minha caraterística e enorme Fé e o meu Otimismo natural, temperado com o Sentido que sei que tudo na vida tem (mesmo quando não o conheço...), resulta numa receita mágica de transformação e de crescimento.
Há momentos em que é mesmo desafiante o simples (mas não fácil) ato de aceitar algo na nossa vida. E resistimos e queremos fugir...ou queremos antecipar, despachar...(era para Ontem!!...). De tudo isto, resulta sofrimento que nos mostra que o caminho não é por aí e que ainda estamos a atrasar mais as coisas ao reagir desse modo. Há momentos em que o nosso coração aperta e sentimos aquela falta de confiança, aquela dúvida, achamos que já deveríamos estar noutro lugar, noutra situação. Simplesmente, porque não estamos a gostar da atual. Significará isso que está errada ou que temos que fazer algo mais...? Talvez sim, talvez não. Não sei exatamente. Acredito sim que o que a Vida nos está a dizer é precisamente que não controlamos as coisas, somente podemos controlar o que fazer com elas e através delas, por nós mesmos. É com aceitação deste facto (?) que podemos mudar e transcender as situações. Transcender-nos. Mesmo quando parece que algo na nossa vida já passou o prazo de validade...Talvez não seja bem assim. Nada é por acaso. Talvez estejamos exatamente onde "devemos" estar. Talvez estejamos mesmo onde nos pomos. E se conseguimos pôr-nos onde estamos, também conseguiremos pôr-nos onde queremos estar agora. Como eu cheguei há dias à conclusão: Querer é poder, desde que esse "querer" venha do Coração.

domingo, 23 de novembro de 2014

32

32! YAY

Hoje, renasço nesta lua nova de Sagitário :) Segundo o meu mapa numerológico, estou em transição de ciclo de vida, do primeiro para o segundo. Sinto que muito se cumpriu na minha vida nestes 32 anos. Quanto a cumprir-Me eu, isso são outras águas. Estou a fazê-lo, estou a redescobrir-me a cada momento. E nos últimos anos, tenho vindo a reencontrar-me comigo e a permitir-me brilhar a minha essência para fora, a dar-me ao mundo e aos outros como sou verdadeiramente. Estes 32 foram anos de muita aprendizagem e de muita variedade, de muito crescimento, de amadurecimento e de reencontro. Anos de transformação, de mudança.
Sou otimista e determinada por natureza, pelo que acredito que a vida se constrói em cada momento. Vivi momentos de extrema felicidade na minha vida até aqui. Alguns momentos extremamente desafiantes também. Mas considero que alguns desses também foram felizes, porque foram inteiros. Para mim, a felicidade não é só alegria, mas sim quando nos sentimos inteiros.

Este ano, sinto-me mais inteira...mais Tudo. A maravilhosa benção de ter sido presenteada com a presença do meu filho contribuiu em grande parte para tal.

Neste momento, celebro a paixão, a mudança, a tolerância, a liberdade e a decisão. Celebro o recomeço. Celebro a Vida. Celebro o Amor.

Agradeço profundamente Tudo o que vivi até aqui e Todos os maravilhosos seres que me têm acompanhado nesta caminhada.

E agora pergunto que mais momentos de felicidade me trará o resto da minha vida? Hum...Acredito mesmo que o melhor está mesmo para vir (mas eu sou otimista!...). Só de mim dependerá! Onde quer que vá, vou de e com o Coração.

Parabéns a Mim!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Reiniciando


Muitos meses se passaram desde o meu último post neste blog. Decido hoje reiniciar, por variadas razões, mas a principal delas é a minha enorme paixão de escrever e comunicar. Outra razão muito forte (talvez em exéquo com a primeira) é a vontade de partilhar quem sou com o Mundo, com todos vocês e comigo mesma. Sobretudo é comigo mesma que desejo partilhar-me  Ao escrever, de um modo especial, revejo-me, reencontro-me e reinvento-me, em direção à melhor versão de mim.
Gosto de reiniciar. Reiniciar implica um novo começo, implica uma força motriz para retomar algo que se deixou para trás, mas que está presente em nós e que nos leva a transformar e a (re)criar algo novo a partir disso. Qual fénix renascida a partir das cinzas, pois como dizia Lavoisier “na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” Este é um dos meus lemas de vida. Não é, para mim, somente um daqueles “chavões”, daquelas frases feitas e coisa e tal…é um lema, uma crença particular, um sentido.
Assim, recriando (e não criando!), recomecemos a transformar, escrevendo…comunicando através de palavras ao vento…e a quem mais as quiser ler 

(Escrito em 23 de Outubro de 2014)